<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d11538882\x26blogName\x3dLa+force+des+choses\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/\x26vt\x3d-290933400104219020', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
La force des choses
27.12.08
 
Que vai doer, vai
Mas cada vez tenho mais esperança na Crise, ou melhor, todas as minhas esperanças residem nela.

E porquê?
Uma, porque, como dizia algo premonitóriamente um radical, meu amigo: acabaram-se as bizantinices do neoliberalismo; especifico, prova-se não ser verdade que “na prossecução do próprio interesse - como que levado por uma mão invisível - cada indivíduo promove o interesse da sociedade de forma mais efectiva do que quando ele realmente tem intenção de o promover”.
Duas, porque a Crise pode mais do que a política, ou melhor, condiciona o Poder de forma absoluta, como um salutar vazar de maré deixa exposta a mentirocracia: um poder insidioso e subtil, da mentira disfarçada pela psicologia da propaganda, que às vezes também designam por marketing, de que o ultimo exemplo é o escândalo Madoff.
Três, porque, apesar desta crise ter uma dimensão nunca vista, e estar inserida num contexto global nunca experimentado, é igualmente válido afirmar que, nunca existiu tanto conhecimento, tanta experiência acumulada, tanto potencial tecnológico, para poder actuar nas várias dimensões do fenómeno social.

Em suma, a Crise global vai obrigar às respostas adequadas – mas Deus nos preserve do conflito extremo, tradição muito humana – porque é implacável com os erros; cada erro prolonga o sofrimento... acabaram-se as bizantinices.

Etiquetas:


Comments:
Que a esperança seja mais do que uma "anestesia" temporária.
Um abraço
 
:) pois é... mas já dizia o outro, o mundo é composto de mudança, e tudo é um bocado temporário...
 
Enviar um comentário

<< Home

Powered by Blogger