<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d11538882\x26blogName\x3dLa+force+des+choses\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/\x26vt\x3d-290933400104219020', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
La force des choses
6.7.08
 
From Zambezi to Limpopo, may leaders be exemplary
Mas o general Constantine Chiwenga, comandante militar do Zimbabwe, respondeu ao presidente que a escolha não era só dele.

Os dados obtidos pelo Post tornam claro que os militares, que perderiam fortuna e influencia se Mugabe deixasse o poder, não estavam prontos a perder simplesmente porque os eleitores tinham assinalado com uma cruz o nome de Tsvangirai nos boletins de voto.
“Um pedaço de papel não pode governar um país” disse a 4 de Abril ao Politburo do partido, Solomon Mujuru, um antigo comandante da guerrilha que já foi comandante do exército.

Craig Timbert, Publico/Washigton Post - 6/7/08

Etiquetas: , ,


Comments:
De Ian Smith a Mugabe. Há países com azar.
 
Mas o regime de Ian Smith foi pressionado pela própria Africa do Sul (ainda no apharteid, se não erro) a negociar a transição com Mugabe e Nkomo. Agora a Africa do Sul democratica tem pejo em fazê-lo, numa atitude completamente diferente e só explicável por cumplicidade.
O Zimbabwe é um país frágil, fácilmente pressionável, porque quase tudo lhe vem, ou vai, da Africa do Sul e de Moçambique. Houvesse vontade...
 
Enviar um comentário

<< Home

Powered by Blogger