<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d11538882\x26blogName\x3dLa+force+des+choses\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/\x26vt\x3d-290933400104219020', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
La force des choses
7.10.10
 
Expresso no Expresso 5
Mas no fundo, a questão é outra, e é, precisamente, de “ciência politica”… a qual nunca pode deixar de dizer duas coisas essenciais:
a) A primeira é que a politica não é tudo, mas tudo é político; principalmente, o que parece ou pretende não sê-lo.
b) A segunda é que, sem cairmos na aplicação simplista da afirmação do filósofo Alain – se alguém me diz que não é de esquerda nem de direita, já sei que é de direita – as noções de esquerda e direita continuam a ser realidades fulcrais distintivas e estruturantes das sociedades contemporâneas, e vale a pena traduzir modernamente uma e outra. Mas não, numa implícita e inconsciente homenagem do vício (direita) à virtude (esquerda), negar as respectivas diferenças teóricas e práticas…
(Fernando dos Santos Neves)

Etiquetas:


Comments: Enviar um comentário

<< Home

Powered by Blogger