<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d11538882\x26blogName\x3dLa+force+des+choses\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/\x26vt\x3d-290933400104219020', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
La force des choses
8.2.09
 
O Salmo 23

O Eterno é o meu pastor e nada me faltará.
Far-me-á repousar em pastos verdejantes e conduzir-me-á por um lugar de plácidas águas.
Minha alma será restaurada, guiar-me-á nas veredas da justiça por amor do Seu Nome.
Se tiver que seguir pelo sombrio vale da morte, não recearei nenhum mal, porque Tu estarás comigo.
Teu apoio depois do Teu castigo ser-me-ão por consolo.
Diante de mim prepararás uma mesa de delícias na frente dos meus inimigos.
Ungiste com óleo de unção a minha cabeça e o meu cálice transborda de fartura. Unicamente a felicidade e a misericórdia me seguirão durante a minha vida.
E o meu habitar será por longos dias na mansão do Eterno.
(versão judaica, que julgo mais bela)

Agradeço ao Tiago mais uma tertúlia de fim de tarde, com gente que tem encantos. Mas sabia lá eu, que este salmo era o 23, composto segundo conta a tradição, por David, o rei-pastor, cercado de inimigos. Não duvido que seja um dos mais conhecidos, nem que seja pelos funerais em filmes americanos… como o Rocky IV, lol
No entanto, não foi nada disso que me arrepiou a espinha. Foram estas palavras: “pelo sombrio vale da morte, não recearei nenhum mal, porque Tu estarás comigo”; terão sido ditas, vezes sem conta, entre 1941 e 45, nos sítios da ignomínia, perante o Mal.
No coração do salmo está intimidade de Deus; Dele se desprende, como um sussurrar ao ouvido, a força que garante, a confiança ao passar no vale da morte. Quando vier, quando a solidão absoluta me tolher, perante o Mal, quando as pernas me tremerem... sei que Tu estarás comigo.

Etiquetas: ,


Comments: Enviar um comentário

<< Home

Powered by Blogger