<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d11538882\x26blogName\x3dLa+force+des+choses\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/\x26vt\x3d-290933400104219020', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
La force des choses
3.4.08
 
Para além da vida das abelhas e das flores (fora de série 2): série infantil
Num programa de televisão do Hamas, dirigido a crianças palestinianas, inserido numa série intitulada Exceptionals, o presidente dos EUA representado por um fantoche envergando um uniforme e luvas de boxe, fala com uma criança palestiniana.
A criança, com voz chorosa, acusa Bush de ter morto o seu pai no Iraque, a sua mãe no Líbano e os seus irmãos na faixa de Gaza.
Então a criança, diz que se vai vingar usando a espada do Islão, e Bush implora, sem sucesso, pela sua vida.
Lido no Destak 2-04-2008

As brutais incursões israelitas configuram muitas vezes (não sempre) um abuso de força desporporcionado.
Tudo pioram na Palestina, e Gaza é um campo de concentração, um lugar infernal.
Mas escolhas destas na educação?
É legitimo instilar ódio em crianças?
O Hamas não quer ter nada a ver com a Paz, quer que o ódio permaneça. Nenhuma preocupação com o futuro, que não seja a perenidade da guerra.
Fazer o quê com isto?...
Agindo ou ficando quieta, a América (e Israel) perde sempre.
PS: sonhei agora ou ouvi que o Hamas vai aceitar o reconhecer que o outro (Israel) existe

Etiquetas: ,


Comments: Enviar um comentário

<< Home

Powered by Blogger