<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://draft.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d11538882\x26blogName\x3dLa+force+des+choses\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/\x26vt\x3d-290933400104219020', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
La force des choses
13.6.05
 
Sobre Silêncios
O Silêncio é uma revelação transcendente.
A maior de todas… permite escutar.


Ser é milagre.
Mas entre as precipitações da matéria ficam abismos de vazio.
Nos aglomerados de galáxias como nos seres humanos.

As forças deste Cosmos divergem nos sentidos, mas não na direcção.
Umas vezes repelem para longe;
Outras puxam num abraço que se torna esmagador.
Mas a direcção é sempre a mesma: entre ti e mim, entre mim e ti.
Nos humanos como nas galáxias.

Entre os entes estendem-se pontes de luz e cometas cruzam os espaços vagos.

Cada ponte é um milagre.
Quando as cortamos fica apenas o Abismo.
O abismo entre nós.
Nos humanos e nas estrelas.
Vale a pena?

Tivesse eu escolhido o ser… seria Mar.


Etiquetas: ,


Comments:
e calo-me .rendo-me. tocante. toca.avança. dentro.
A
D
E
N
T
R
O.
 
Em silêncio me posto!
 
CBS,

estou a voltar, de mansinho, para não incomodar... o 'seu' silêncio bonito!
 
Belo...
 
Merci Elvira
Ça va, les chaleurs d'Éte?
 
Enviar um comentário

<< Home

Powered by Blogger