<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d11538882\x26blogName\x3dLa+force+des+choses\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/\x26vt\x3d-290933400104219020', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
La force des choses
27.6.05
 
A Natureza do Mal

Friday, June 27, 2003
Há dois anos que começou.
Só dei por isso quando Respirava no ar do Jpn.
Conheci o Bonirre, a Sofia e o Luís no fim do 2004, nas angústias do Tsunami.
A antologia é de emoção e visão, carinho e desalinho; foi o que me deixou ligado.

O Mal é o meu primeiro blog;
e hoje é o único blog do mundo.
Parabéns amigos.

"Tu vais ter que me matar
Eu ficarei sempre para ti
Esse remorso fatal
Desconheço a voz de Deus
Só conheço a voz do Mal"
(Dos Xutos)

Etiquetas: ,


Comments:
Fui à Natureza do Mal e dei por mim "agarrada" à ideia do Álvaro Feijó, "A miséria é tão grande do meu lado que me apetece ir combater do lado dos inimigos"...

Ainda bem que há estas formas de ir e vir, de as palavras (ou/e) imagens serem aquelas coisas maravilhosas que hão-de sempre: não morrer para sempre!
 
Eu tou sempre a querer passar para o lado do inimigo, Maria.

Há quem chame a isso traição.
Não é.
Traição é vender e eu passo-me de borla.
 
:)
Traição é vendermo-nos... não nos cumprirmos! :)

Para onde vamos, seja lá como for (com quem, por que caminho, em que sentido...) importa é cumprirmo-nos, convidando "O outro" connosco a cumprir-se também!

Eu também passo a vida a passar para o lado de lá... e faço-o sempre que me parece o caminho certo (o justo, diria...)
Delícia de ver, o Mal...

(gostei à brava! e daqui! :))
 
Enviar um comentário

<< Home

Powered by Blogger