<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d11538882\x26blogName\x3dLa+force+des+choses\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/\x26vt\x3d-290933400104219020', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
La force des choses
8.5.05
 
O afilhado de Hakkinen (E 5/19)

Fonte planet f1

Quinta prova do Campeonato no circuito da Catalunha (GP de Espanha); Kimi Räikkönen, o finlandês apadrinhado pelo ex campeão Mika Hakkinen, e o seu Mc Laren, deixaram o fenomenal Alonso a 27'', provando que existem.

A Ferrari voltou aos maus tempos (furos de Schumacher) e não leva pontos.

O Tiago (12º) a três voltas, ficou à frente do colega Narain, para variar.

Campeonato do Mundo após 5 provas
1º- F.Alonso 44 pontos (3 vitórias)
2º- J.Trulli 26 pontos
3º- K.Räikkönen 17 pontos (1 vitória)

Etiquetas: , ,


Comments:
Boa tarde,
Não vou comentar o post, porque para que não restem dúvidas, a minha relação com a
"Formula um" é semelhante à que um conhecido ex-primeiro ministro tem com os livros de Saramago i.é:
Ignorância assumida.
A sugestão de Castor é interessante mas, se não se importam, vou responder, via mail, dentro de um ou dois dias.
Cumprimentos
 
Bem... apenas para dizer, com a mesma rapidez com que rolam estes maravilhosos 4 rodas em qualquer pista, que já lá vão os tempos da manipulação descarada perpetrada pela equipe de Shumacher para que este fosse acumulando vitórias a trás de vitórias. O espírito jovem e ousado começa a regressar à primeira fórmula! Já é bom começar a semana a esta velocidade!
 
Erratazeca: ler 'atrás'.
 
Pode ler-se no jornal Público de 5/3/2005 o seguinte, saído da boca simpática e corajosa de Villeneuve, o filho do herói Gilles Villeneuve:
"_Querem saber por que motivo a Fórmula1 é tão aborrecida actualmente? Isso é claro. Hoje em dia já não existem heróis nas corridas. Não tem nada a ver com a Ferrari ganhar sempre. Isso acontece por não haver heróis. Ninguém quer que os seus pilotos dêem cabo das suas imagens e, como tal, não podes dizer o que pensas. Basicamente, não estás autorizado a ter personalidade. Como é que podemos ter heróis se as pessoas não podem ter personalidade própria?"

Ora bem, os grandes prémios já havidos têm contrariado as insistentes vitórias da italiana ferrari (eu cá, sinto saudades do tempo em que era conduzida pelo austríaco Berger, mas adiante), começam a querer evidenciar o ressurgimento de pequenos novos 'heróis' (oxalá) e, quanto a matérias de encobrimento de personalidade, o caro Villeneuve terá, infelizmente, sempre razão! E acontecesse isso apenas ali, nessa complexa modalidade desportivo-motora.
 
Também sinto saudades de certas fotografias que agora restam... do mesmo Berger ao lado de Senna, vestidos de Honda... e por aí adiante!
É a 'força destas coisas', caro CBS, que nos guia e conduz para trás. A uma velocidade nostálgica, quase insustentável.
 
Cara Sandra
Temos sempre tendencia para olhar para trás com nostalgia; eu por exemplo tenho saudades que vão até Nuvolari, Varzi, Caraciola e Rosemeyer... Mas tempo virá em que as saudades se estenderão também a Schumacher.
Quanto ao sapateiro (Schumacher) não me é um piloto da simpático, e confesso que desde que o Senna morreu que não acompanho isto (recomecei agora), mas carissima Sandra, ninguém é sete vezes campeão do mundo sem ter uma categoria acima das estrelas! Devo-lhe dizer que o tão admirado Fangio, no tempo dele era muito pouco amado, respeitado sim, mas só isso. Depois com o tempo fica só a glória e esquecem-se as sacanices...

Quanto aos heróis penso isto; dantes morria-se e os homens (30/40 anos) respeitavam-se, eram gladiadores na arena.

Desde os anos setenta, com a segurança e a baixa etária (20 anos ou menos) a fórmula um parece corrida de super-karts; putos mimados e egoístas (a morte já não cobra o imposto) que vão amadurecendo a pouco e pouco, e perdendo a agressividade original.

São e sempre serão assim, os tempos.

um abraço
 
Nem mais, CBS! E como o compreendo!
Um abraço mesmo.

(quanto a saudades, as minhas não podem ser tão remotas, embora o meu mano as partilhe, essas mesmas muito próximas das do CBS, muitas vezes comigo... - e o mano é apenas mais velho do que eu 2 anitos - ainda estou na minha década de 20, CBS.)
 
Enviar um comentário

<< Home

Powered by Blogger