<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d11538882\x26blogName\x3dLa+force+des+choses\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/\x26vt\x3d-290933400104219020', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
La force des choses
18.1.08
 
Se alguma vez observaste um pássaro a voar, uma folha a cair, o sol ou a lua reflectidos na água, se viste a beleza disso, terás percebido que nesses momentos o tempo não existe. O tempo desaparece e só há o presente, um presente activo, intemporal.
Identicamente, o sentimento religioso é isso, a percepção do Imenso.

Etiquetas:


Comments:
Olá cbs.
Gostei muito deste pensamento.
Beijos
 
Defina religioso. Mas além disso e por acima disso, o pensamento é lindo. E lindo até que chegou a parte do "religioso", essa parte é como a mosca na sopa, ou um cabelo numa excelente comida. Mas acho que entendo o que quer dizer o que não vejo é a relação. Abraço
 
:) bjo Che

Luis, não sei se valerá muito a pena começar a discutir agora o sexo dos anjos. Já sabes como penso, julgo. E sabes que ou católico.
Contudo, aquilo que menciono aqui como sentimento religioso, refer-se á intuição humana do Transcendente, áquilo que se costuma designar como fenóeno místico. Está para além dos primeiros animismos, mas não é específico de nenhuma religião em particular.
Já agora, tirei estas palavras (mais ou menos alteradas) do indiano Krishnamurti.

abraço
 
Entendo, obrigada. Abraço.
 
Gostei sinceramente.
Com o devido respeito,acho despiciendo o último parágrafo porque, a meu ver, nada lhe acrescenta, se bem que, admito, também nada lhe retira.
bfs
 
Enviar um comentário

<< Home

Powered by Blogger