<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d11538882\x26blogName\x3dLa+force+des+choses\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/\x26vt\x3d-290933400104219020', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
La force des choses
24.7.07
 
Putos

No final do G.P. da Europa - neste fim-de-semana no Nurburgring - quando iam a caminho do pódio, Fernando Alonso, bi-campeão do mundo, e Felipe Massa, piloto da Scuderia, tiveram esta discussão na frente das câmaras de TV.

Alonso: Menino, estas coisas não se fazem. Assim não estamos bem.
Massa: Do que é que estás a falar?
Alonso: Sabes muito bem, não te armes em esperto. Atiraste o teu carro para cima de mim. Tentaste fazer-me sair da pista.
Massa: O quê? Vai mas é à merda!
Alonso: Vai à merda tu! Da próxima vez planto-te contra um muro. Ainda tens muito que aprender.
Massa: Vai à merda. És tu que tens muito que aprender. Aprende. Aprende
.

Em seguida, creio que após uma conversa com Ron Dennis (a McLaren anda à rasca com a acusação de espionagem industrial à Ferrari), o espanhol pediu desculpa na conferência de imprensa “agora, mais a frio, percebo que as corridas são assim e, por isso, peço desculpa pelo que disse”.
Sempre houve agressividade e dureza neste desporto, mas dantes havia também respeito mútuo, porque a morte rondava, os amigos viam-se desaparecer.

A idade média no tempo de Fangio, andava acima dos 40 anos.
A formula um era coisa de homens.
Hoje, a idade média deve andar pouco acima dos 20 anos, os protagonistas da edificante discussão têm 26 anos creio.
Guiam aquilo como se estivessem nos karts, porque sabem que só por azar a morte vem ter com eles.

São crianças mimadas e egoístas.


Comments: Enviar um comentário

<< Home

Powered by Blogger