<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d11538882\x26blogName\x3dLa+force+des+choses\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/\x26vt\x3d-290933400104219020', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
La force des choses
1.6.07
 
O vómito

A Endemol (do Big Brother) diz que só pretende chamar a atenção para a falta de dadores de órgãos.
Uma mulher de 37 anos, doente terminal, vai decidir em directo no “reality show” The Big Donor (BNN-TV holandesa), qual de três concorrentes receberá os seus rins. Escolhe-o a partir da história, do perfil e de uma conversa com a família e amigos dos concorrentes; paralelamente os espectadores elegem o seu candidato preferido.
Cada concorrente, dizem, tem muito mais hipóteses de receber um rim, do que na lista de espera do Serviço estatal de Saúde.

Parece-me então a mim, que chegámos ao ponto mais rasteiro dos "shows de realidade".
Pensava eu, que a doação de órgãos era feita em função de critérios médicos, e não num programa de televisão, onde alguém brinca aos deuses, e decide por capricho ou simpatia, quem vai viver e quem vai morrer.


"Parece-me de mau gosto fazer um reality show sobre um problema tão sério" disse Philip Tod, o porta-voz da Comissão Europeia.
Mau gosto?!...

Mais um passo, e estamos em pleno circo romano:
Ave César. Morituri te salutant!...Nós que vamos morrer te saudamos, diziam os gladiadores, “entertainers” da Endemol nesses tempos.
Passo a passo, vamo-nos chegando ao vazio da amoralidade... ou melhor, à idolatria do dinheiro, como nos diz a Igreja Católica.
Sinto uma sensação... como que... de agonia!

Post Scriptum: afinal e felizmente era treta, tudo teatro. Assim até foi positivo, pois a Comissão Europeia como reacção, comprometeu-se a melhorar a situação de carencia actual.
Comments:
O que é isto, pá?
Estás bem?
 
pois tou, pois tou...
até eu tenho limites, como vês
 
Eu sei, eu sei.

Mas estranhei o post porque quando comentei não havia qualquer texto. Apenas a foto.
Daí a preplexidade.

Abraço.
 
Enviar um comentário

<< Home

Powered by Blogger