<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d11538882\x26blogName\x3dLa+force+des+choses\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/\x26vt\x3d-290933400104219020', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
La force des choses
25.6.07
 
O próprio cabelo
De certo modo, dá-se com a s putas um fenómeno especial devido ao facto de o seu sexo ser um constante objecto de desejo.
O erotismo vem todo à superfície.
A constante presença do pénis dentro dela confere à mulher uma certa fascinação.
O sexo está sempre como que exposto, como que presente em todas as partes do seu corpo.

Curiosamente, até o próprio cabelo da puta se mostra impregnado de sexo.
O cabelo daquela mulher… era o mais sensual que já me foi dado ver.
A Medusa devia ter um cabelo como aquele e era com ele que seduzia os homens que sucumbiam ao seu feitiço.
Era um cabelo cheio de vida, pesado, tão excitante como se tivesse sido lavado em esperma.
Dava-me a impressão de ter estado enrolado num pénis, mergulhado nas suas secreções.

Era o género de cabelo que eu desejaria ver enrolado à volta do meu sexo.
Era quente e aromático, luzidio e farto.
Era o cabelo de um animal.
Eriçava-se quando se lhe tocava.
Bastava-me passar os dedos por aquele cabelo para ficar em erecção.
Já me satisfazia só de lhe tocar naqueles cabelos.
(Anais Nin, Little birds 1979)
Comments: Enviar um comentário

<< Home

Powered by Blogger