<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d11538882\x26blogName\x3dLa+force+des+choses\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/\x26vt\x3d-290933400104219020', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
La force des choses
26.5.07
 
De Lineu
O grande Lineu apareceu esta semana no Jardim Botânico da Politécnica, como há séculos não fazia, para nos dar uma aula a todos.
Nas Jornadas Lineanas celebrou-se o terceiro centenário do botânico sueco, em passeio pelo jardim na sua pedagógica companhia.
Fiquei a saber que o ilustre sueco, era amigo do abade estrangeirado Correia da Serra, a quem via como um discípulo. O abade foi embaixador de Portugal nos Estados Unidos da América e um dos principais promotores da Academia das Ciências, tendo a sua vida num livro de Ana Simões, abordado nestas jornadas.

O oportunidade serviu também para apresentar o novo Herbário de Criptogamia, onde ficarão instalados os cerca de mil espécimes, enfim livres das infiltrações que os afectaram nas antigas instalações da cave, onde se perdeu grande parte da colecção de fungos.

Apesar do avanço da biologia molecular, permitindo a identificação das plantas através da sequenciação do ADN, o método clássico não ficou inválido e será sempre necessário continuar o trabalho de campo.

Comments: Enviar um comentário

<< Home

Powered by Blogger