<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d11538882\x26blogName\x3dLa+force+des+choses\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/\x26vt\x3d-290933400104219020', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
La force des choses
6.3.07
 
A Guerra-fria da segunda metade do século XX

Jason Pollock cold war 1948

Dada a violência da primeira metade, uma característica extraordinária da segunda metade do século XX, foi a não ocorrência da III guerra mundial.
Em vez disso, aconteceu uma guerra-fria, um período de tensão prolongada que não terminou numa guerra quente entre as duas potencias rivais saídas da guerra de 1939-45, como seria de esperar em termos “realistas”.
Tal deveu-se a um facto novo essencial, o aparecimento da arma atómica.

A bomba lançada sobre Hiroxima em 1945 era relativamente pequena, equivalendo a 15.000 toneladas de TNT.
No inicio da era atómica com a bomba de fissão nuclear, os militares ainda pensavam (como Mac Arthur) na sua utilização em termos clássicos, pois os efeitos destrutivos estavam relativamente próximos do armamento convencional; essencialmente efeito de choque e esmagamento.

Depois da bomba de Hidrogénio (de fusão nuclear) o efeito multiplicou-se brutalmente – uma explosão nuclear de uma mega tonelada gera temperaturas de 100 milhões de graus – e o efeito é essencialmente calorífico.
É como despejar o Sol na Terra…


Todo o poder explosivo da II guerra mundial (incluindo as duas bombas atómicas lançadas) cabe numa ogiva de três mega toneladas.
O poder das armas nucleares está, de facto, para lá da nossa compreensão…
Comments:
ainda ontem tive a ver sobre as possiveis consequencias do incidente com um foguete noruegues que foi interpretado pelos radares russos como sendo um missil atomico..

o ieltsin teve a menos de cinco minutos de carregar no botão..

felizmente o bebedo tinha consciencia e esperou pelo impacto do pseudo-missil.
 
creio que o incidente mais grave foi recente, uma confusão entre o Paquistão e a India que pensou estar a ser atacad por um míssil nuclear. Foram os americanos (através de satelites) a informar a India de não ser um míssil atómico mas uma falha do sistema, e foi a frieza do primeiro ministro indiano a evitar o pior.

O tempo que o míssil demora até Nova Delhi é de 7 minutos!
Estabeleceu-se depois uma comunicação directa entre os dois estados.
 
Enviar um comentário

<< Home

Powered by Blogger