<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d11538882\x26blogName\x3dLa+force+des+choses\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/\x26vt\x3d-290933400104219020', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
La force des choses
17.3.07
 
C'était un rendez-vous


O Youtube é extraordinário!
Já tinha esquecido este filme de Claude Lelouch (realizador de "un homme et une femme" um dos meus filmes inesquecíveis) mas enviaram-mo por mail e até encontrei uma referencia na Wikipedia.
São oito minutos a assapar pela madrugada da Paris de 1976, ao som de um Ferrari e utilizando uma camera de giroscópio, novidade na altura, que permitirá tudo o vem asseguir em filmes de corridas de automóveis (incluindo a realidade que vemos em todos os Grand Prix).


Começa no túnel do Boulevard periférico, subindo a avenue Foch, segue pela Place de l'Étoile (Arco do Triunfo), Campos Elíseos, Praça da Concórdia (com o obelisco), Tulherias, Opera, entrando no dédalo parisiense, passa na Pigalle e acaba em Montmartre no “rendez vous” com uma loira nas escadarias do Sacré Coeur.
Pelo caminho queimam-se sinais vermelhos, atropelam-se pombos, e fazem-se ultrapassagens fora de mão com total desprezo pela vida dos outros… creio que o filme só foi público nos anos oitenta; Lelouch foi detido e libertado de seguida.
Quanto ao carro, disse que era o seu Mercedes 450 SEL mas o som é de um V12 e a caixa tem pelo menos 5 velocidades… Lelouch possuía um Ferrari 275 GTB (o famoso Daytona).
Quanto ao piloto (porque a condução é de um profissional) falou-se em Jacky Ickx e Jacques Laffite.

Aos responsáveis pelo excelente pedaço de película - Lelouch e o condutor - eu dava-lhes uns dois anitos á sombra… pelo menos...
Claro que estas imagens se transformaram logo num filme culto para tudo o que é amante de “street racing”.


Comments:
Isto é lindo! :)
 
Louco
 
Enviar um comentário

<< Home

Powered by Blogger