<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d11538882\x26blogName\x3dLa+force+des+choses\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/\x26vt\x3d-290933400104219020', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
La force des choses
16.12.06
 
Sociocídio
BBC
"In the last week we have seen the start of internecine violence in Palestine.
It's like what is happening in Iraq or Lebanon.
I'm sure Israel and America will be happy that it is happening.

They can stand back and just watch us killing each other."
Mohammed Alayin, 25, student


São célebres as palavras de Moshe Dayan, um dos heróis de Israel
“deixem-nos apodrecer no seu próprio molho.”
O politólogo palestiniano Abdul Jawad, afirma que Israel sempre jogou na divisão entre os palestinianos (favoreceu o Hamas no fim da década de 70) e nunca aceitou a solução de dois estados, como foi definida pela ONU; o que Israel sempre pareceu pretender, segundo Jawad, foi levar o povo palestino, àquilo que designou por "sociocídio".
Após as eleições, ganhas pelo Hamas, e antes do ultimo ataque ao Líbano, acreditei, optimista que estava aberto o único caminho possivel, o reconhecimento mútuo entre Israel e a Palestina.

Enganei-me redondamente, depois veio a crise do Libano, as manipulações de fora, não interessa agora se América ou o Irão, o que interessa é que os factos são estes... acabámos nisto.
E com o Líbano a caminhar para isto; com tropas europeias e portuguesas, não preparadas, mas bem no meio...

Comments: Enviar um comentário

<< Home

Powered by Blogger