<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d11538882\x26blogName\x3dLa+force+des+choses\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/\x26vt\x3d-290933400104219020', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
La force des choses
5.12.06
 
O grande cínico

capturado aqui
Às vezes, Vasco Polido Valente alicia-me reflexões, como na "posta" no Público deste domingo, sob o título “A descendência” (do marxismo, diz ele).
Além da erudição brutal (no sentido literal), Vasco elabora verdadeiros tratados do "odioso no humano".

Contudo não nos despreza, mortais rasteiros portugueses, pois o seu pretenso "desprezo" é cheio de adjectivações, ele qualifica-nos, liga-nos... no fundo amar-nos-á?

E Sua Sabedoria não é só muito culto, sabichão, também possui uma inteligência acima.
Diferente, eu que sou estupido, arrosto-me praticamente no estado em que saí da Natureza.
O azar do mundo é que a maior parte se parece mais comigo, incluindo o Policarpo e o Júdice, do que com ele que é raro.


Mesmo assim, por isso mesmo, arrisco dizer:
O Cinismo “realista” (e o realismo também é uma construção teórica e como tal subjectiva) do Doutor Vasco, na prática diz-nos isto: só há um caminho… mas não vai dar a lado nenhum.


Então muito obrigado senhor Doutor… e não se incomode, deixe-se estar sentado.


Comments: Enviar um comentário

<< Home

Powered by Blogger