<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d11538882\x26blogName\x3dLa+force+des+choses\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/\x26vt\x3d-290933400104219020', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
La force des choses
5.12.06
 
Estou doido!

"É curioso (…) verificar (…) como em política e religião a loucura anda sempre muito perto da superfície.
O sr D. José (Policarpo) e José Júdice partilham de uma convicção, (…) da superioridade absoluta da ortodoxia ideológica do Ocidente:
- A dignidade da pessoa humana
- A liberdade
- A tolerância
A famosa “abertura (...) que ninguém consegue resistir a tanta perfeição."
(VascoPolidoValente - "A descendencia" no Publico 2/XII/2006)

São (somos) doidos todos os que têm opção por estes valores;
A intolerância, a opressão, a desvalorização da Pessoa, isso é que é saúde!
Vou mas é chamar o Arno:

"(…) uma patologia menos evidente e mais perigosa, de cujo método próprio a dissimulação faz parte: a loucura que se encobre a si própria e se mascara de saúde mental.
Essa não tem dificuldade em ocultar-se num mundo em que o engano e o ardil são comportamentos adequados à realidade.
Ao mesmo tempo que os que já não aguentam a perda dos valores humanos no mundo real são considerados "loucos", atesta-se a normalidade àqueles que se separaram das suas raízes humanas.
(Arno Gruen e a loucura da Normalidade)


Comments: Enviar um comentário

<< Home

Powered by Blogger