<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d11538882\x26blogName\x3dLa+force+des+choses\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/\x26vt\x3d-290933400104219020', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
La force des choses
17.12.06
 

aria serena quand'apar l'albore
e bianca neve scender senza venti
(o ar sereno quando nasce a aurora
a branca neve que cai sem vento)
Guido Cavalcanti

Mas é nas chamadas Lezione Americane, que a figura de Dante aparece, no Calvino crítico, com toda a força de sugestão, directa e indirectamente.
Na primeira lição, Leveza, Calvino invoca Guido Cavalcanti, poeta florentino do círculo de Dante, para expressar seu ideal de flexibilidade estóica frente a tragédia do mundo.
Em oposição a Cavalcanti, Calvino apresenta Dante, o poeta do peso do mundo, da concretude da existência; termina a explanação contemporizando os dois pólos, associando a contemplação da linguagem leve com a da dotada de peso, mas é inegável que Calvino não foge do facto de Dante, no Inferno, retomar os tópicos da tragédia antiga, a arena jurídica que gregos e romanos reservavam para a discussão de aspectos da vida que, Calvino não pretende tratar em sua obra literária.
(in Paula Vermeersch - Italo Calvino, leitor de Dante)

Comments:
Interessante este post CBS. Por certo amigo, agora que olho para imagem, hà neve nestes dias na Serra da Estrela?.

Um abraço, boas festas!
 
A imagem é de Brescia.
Há Luis, há neve na serra.
A graça é que a maralha que foi "prá neve", prós Pirinéus, este ano só apanhou montanhas de pedra, neve só pra amostra, ehehe...
mais valia ficar aqui, pela Estrela (a serra :)
 
Caro amigo, por acaso encontrei sua menção ao meu artigo, escrito nessa banda de cá do Atlântico. Pois então, um abraço, Paula Vermeersch.
 
Enviar um comentário

<< Home

Powered by Blogger