<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d11538882\x26blogName\x3dLa+force+des+choses\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/\x26vt\x3d-290933400104219020', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
La force des choses
22.10.06
 
Antonieta


Bonito, o ritmo é interessante, a música exalta por vezes, as imagens tornam-se muito belas, aliás… Versailles encanta.

Mas subscrevo Polido Valente (Público de sábado, que me levou a ir ver) que quando não é boçalmente “moderno”, impressiona pelo saber; Antonieta não foi uma ingénua doçe e os casamentos políticos da época nada tinham a ver com aspirações românticas.
Penso até que a razão das recentes raivas francesas em relação à Sofia Copolla se situam por aí, que não era Luís o frigido, mas mais a Maria.
Polido Valente vê também na dama algum pré-modernismo em aspectos como o romântico culto do “eu”, a rejeição da etiqueta da corte e a majestade descendo à “humanidade vulgar”.

Mas julgo que a corte francesa do século XVIII nada tinha a ver com modernidade, seria mesmo a sua antítese.
Porque há diferenças essenciais entre o século XVIII e o outro (XIX) que se anunciou na Grand Cour de Versailles, aquela tremenda noite de 5 de Outubro de 1789.
Há uma diferença de essência… entre a estratificação social do século XVIII, sagrada e imutável, com a nobreza aristocrática da corte, formal mas seduzida pelas ocas aparências, ... e a burguesia esfaimada, ambiciosa, que rudemente fez irromper o igualitarismo e a contingência, anunciando o século XIX; curiosamente nessa noite a maioria eram mulheres.
Essa história não passa no filme, o que passa são belas imagens e sons, uma espécie de video clip gigante sem grande contexto, tudo num ar do nosso tempo (para citar de novo o VPV) que por acaso é de tão de ocas aparências como as da “gentil” gente de Versailles.
Subscrevo o
Ricardo, é ligeiro, vazio… também não me toca.
Comments:
subscrevo.
 
Enviar um comentário

<< Home

Powered by Blogger