<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d11538882\x26blogName\x3dLa+force+des+choses\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/\x26vt\x3d-290933400104219020', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
La force des choses
24.1.06
 
A Lei da Tolerância

North Country

One in three women is subject to abuse during her lifetime.
This can and must end.


Como a Cris refere no seu livro: "a qualidade de uma democracia vê-se na forma como trata as suas minorias", isto é, a maneira como se aceitam os valores diferentes do “main stream”.
Goste-se ou não.
Defendo os direitos dos homossexuais pelo princípio da igualdade, não por lhes assumir os valores, no caso, a sexualidade.

Não me revejo, nada, naquilo que alguns denominam esquerda (o que faz de mim, segundo esses, um reaccionário) nem aceito o maniqueísmo com que se amesquinha quem não vê o mundo como nós;

Não, não me parece que Cavaco se ria de mim.

Eu, reconheço dimensão histórica em Soares e Cavaco Silva.
Reconheço seriedade em Cavaco, Alegre, e Jerónimo.
Reconheço competência política em Cavaco, Soares e Louçã.
Simpatizo com Alegre e Jerónimo, e com Maria Barroso, já agora.

Durante o consulado Cavaquista, assisti à despudorada tentativa (tutelada por Cavaco) de acabar com uma expressão política à direita; vi também o que se passou com Freitas nas contas da campanha; mas foram questões politicas, de poder.

Conheço a figura, pior, conheço a “entourage” (no âmago, a intolerância de direita, não é tão diferente da de esquerda).
Mas não lhe tenho “pó”.

E o mais "escandaloso" é que vejo nele, Cavaco, tanta honestidade intelectual, como em Jerónimo de Sousa, ou Manuel Alegre; só por reserva mental e preconceito, não se lhe admite sinceridade e coerência.

Quando falo de politica, falo apenas de Poder, do instrumental, não de simpatias.
Como socióloga, Cris, sabes ao que me refiro: a relações sociais muito específicas, daquelas que condicionam o comportamento dos outros.
Por isso as escolhas em política, não as faço por “clubismo”, para mim há muito que são instrumentais, como para Guterres, Sócrates, e desconfio, a maioria dos zés povinhos.
O governo do Estado, não o vejo como um fim, mas como um instrumento para trazer paz e saúde entre as gentes.
E enquanto não estiver em causa a Liberdade (que é outro nome de Tolerância) não desejo nenhuma revolução.

Dormirei bem com Cavaco (espero).
Talvez me empenhe com Alegre, na questão do aborto (e sou Católico).
Estou absolutamente contigo, Cris, na luta pelos direitos das “minorias sexuais”.
Mas não esperes que te acompanhe, na intolerancia ao Manuel Alegre de Melo Duarte; caçador e patrioteiro de conservadorismo pindérico.
Éram quase todos assim, e no entanto foi desses homens que nasceu a democracia que temos.

Por isso, querida Cris, não leves a mal, mas desde de que li isto, que andava para to dizer.

Comments:
vai dizendo, que eu na minha fase preciso é de absorver tudo para depois coar.
 
Enviar um comentário

<< Home

Powered by Blogger