<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d11538882\x26blogName\x3dLa+force+des+choses\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/\x26vt\x3d-290933400104219020', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
La force des choses
23.12.05
 
Outros presentes

Joey Tomassoni

"
whatever you did for one of the least of these brothers of mine,
you did for me."
Matthew 25:34–40


Houve tempos em que a alma de cada um podia abandonar-se a uma fé viva e simples.
O Natal era um acontecimento sem par.

Hoje, a véspera é um dia de compras.
À noite come-se e bebe-se.
A vida de Cristo passou a constar do folclore.

O comércio e o consumo tomaram o lugar das profecias.
A maioria não compreende que, não é o tempo a passar, são eles próprios.

A maioria não compreende que sem regressar a Cristo (mesmo sem fé), ele não passará de mais um objecto; e os objectos são vazios.
A maioria não percebe que há outros presentes a oferecer, bem mais simples mas essenciais.
Um gesto de solidariedade e ternura para com os que precisam: O filho pródigo; o pai envelhecido; o irmão doente; o amigo dependente; a criança em risco; a mãe solitária; o amante inseguro;...

Esse gesto – que de pouco vale se não for concreto – é o contrário da vaidade fútil, da agitação febril de um ideal fáustico que todos são livres de escolher.

(adaptado de quem tenho muita saudade, Victor Cunha Rego - Os dias de amanhã 1999)


Comments:
feliz natal, pá.

ou não...
 
Enviar um comentário

<< Home

Powered by Blogger