<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d11538882\x26blogName\x3dLa+force+des+choses\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/\x26vt\x3d-290933400104219020', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
La force des choses
31.12.05
 
Happy New Year to you all

Comments:
I read over your blog, and i found it inquisitive, you may find My Blog interesting. My blog is just about my day to day life, as a park ranger. So please Click Here To Read My Blog
 
FELIZ ANO NOVO, cbs!!, um beijo, IO.
 
Bom 2006!!
 
Obrigada e um excelente 2006 para si também!!!
 
have a nice one.
 
A propósito de melhorias:

Quando ainda era estudante universitária não gastava os mínimos escudos que os meus pais me davam para comprar o jornal, mas sempre gostei de o folhear ainda que acabasse por não ler grande coisa. Era um hábito, que ainda se mantém. Posso não ler um artigo, mas adoro folhear o jornal. Frequentava um café de um francês que ficava perto de casa e que tinha o jornal sempre bem cedo. Acontece que havia um velhote que chegava lá sempre primeiro do que eu. Rapidamente, lhe conheci os hábitos e escolhi um ahora em que eu pudesse lá ir e em que o jornal estivesse desimpedido. Com o tempo, conheci o sr. Tinha na altura 79 anos, era arquitecto e achava que eu tinha ar de espanhola, o que lhe agradava tanto, que insinuava pedir-me em casamento. Aprendi imenso na sua companhia de café, depois da leitura do jornal. Sou por natureza uma insatisfeita, gosto de refilar e adoro amuar. Disparatava tanto com ele que nunca esqueci uma dessas coisas que ele me ensinou a propósito do meu mau feitio: somos nós (e não os outros ou o que os outros fazem), nós é que decidimos ficar contentes, tristes, aborrecidos, amuados, zangados, melhorar ou piorar as situações, os momentos, o que quer que seja, etc, etc. Na altura fiquei incrédula e levei imenos tempo a digerir isto. Matar os meus caprichos desta maneira era indigerível. Era demasiado simples para ser assim. Ainda hoje sou desobediente.
 
Esta história da Teresa é deliciosa!
 
pois é
é desobediente
:)
 
Enviar um comentário

<< Home

Powered by Blogger