<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d11538882\x26blogName\x3dLa+force+des+choses\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/\x26vt\x3d-290933400104219020', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
La force des choses
16.10.05
 
A ruptura dos suportes tradicionais

Jan Christensen 2003, Look into the Future

"When words such as painting and sculpture are used, they connote a whole tradition and imply a consequent acceptance of this tradition, thus placing limitations on the artist who would be reluctant to make art that goes beyond the limitations" (Sol Lewitt 1969)

Lewitt considera a tela o "teatro da idolatria" e combate a arte enquanto sistema de reprodução de receptáculos artísticos.
"Cinco séculos de telas, levam qualquer ser de boa vontade a questionar a perpetuidade em que o elemento ritualístico expulsa o artístico" diz.
A passagem do quadrilátero de pano esticado ou da peça escultórica no meio da sala, para todo o espaço disponível, a "Instalação" de uma obra aberta, foi saudada como a queda das barreiras entre a Arte e a Vida.

Mas há uma resistencia por parte da "intelectualidade".
O género ameaça o mercado da Arte.

A falta de um produto portátil, coleccionável, coloca os artistas numa situação económica difícil, semelhante à vivida pela Arte Abstracta nos anos 50.


Comments:
Tudo muito interessante!! Não conhecia este sr.
 
quem construiu a imagem?
ou melhor, quem compos as fotos?
 
Che!
Não sabes que eu não sou capaz?
Ke na vejo um boi disto?!

Clickas ali no sr Jan (imagem) e ficas a ver onde busquei tudo já feito.

Tr
Como dizia o Shakespeare, á mais senhores no Céu e na Terra do que a nossa imaginação consegue alcançar :)
 
fixe!


thanks!
 
Enviar um comentário

<< Home

Powered by Blogger