<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d11538882\x26blogName\x3dLa+force+des+choses\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/\x26vt\x3d-290933400104219020', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
La force des choses
25.8.05
 
Monza 13 Setembro 1953 (Round 9/9)

Ascari vê à sua frente Farina (6), Marimon (54) e Fangio (50)/ Michael Turner Artwork

O Grande Premio de Italia de 1953, em Monza (la pista magica), foi a última corrida do Campeonato do Mundo sob as regras da Formula 2.
Alinharam 30 carros frente à multidão dos “tifosi” italianos.
Na maior parte da corrida, Fangio e Marimon nos Maserati, Ascari e Farina nos Ferrari rodaram juntos; 26 vezes a corrida mudou de comandante.
Na última volta, quando os comentadores se preparavam para dar a ordem de chegada – 1º Ascari, 2º Fangio, 3º Farina – o destino mudou de ideias…

Ao sair da Parabólica Ascari apanha pela frente o atrasado Connaught de Fairman.
Tenta passar por dentro mas perde aderência e parte num longo “tete-a-queu”.
Marimon toca-o e acabam ambos na paisagem.
Fangio consegue evitá-los milimétricamente e corta em primeiro; a sua primeira vitória desde que fora campeão em 1951; a primeira da Maserati em Campeonatos do Mundo.
Muitos dizem que foi a melhor corrida da época da Formula 2 (1952/53).

Apesar de não ter terminado, Alberto Ascari era já campeão (segunda vez consecutiva); os “tifosi” começaram a chamar-lhe “Campionissimo”, o igual de Fangio.
Nunca mais, um campeão do Mundo, nasceu italiano.


1º Juan Manuel Fangio (Maserati A6GCM) 501 km (80 voltas) 2H 49m à média de 178 Km/h
2º Giuseppe Farina (Ferrari 500)
3º Luigi Villoresi (Ferrari 500)
a 1 volta
4º Mike Hawthorn (Ferrari 500)
5º Maurice Trintignant (Gordini T16)
6º Roberto Mieres (Gordini T16) a 3 voltas
7º Sérgio Mantovani/ Luigi Musso (Maserati A6GCM) a 4 voltas
8º Umberto maglioli (Ferrari 553) a 5 voltas
9º Harry Schell (Gordini T16)
10º Louis Chiron (Osca 20) a 6 voltas
11º Principe Bira (Maserati A6GCM)
12º Alan Brown (Cooper Bristol T23) a 10 voltas
13º Stirling Moss (Cooper Alta T23)
14º Hans Stuck (AFM Bristol) a 13 voltas
15º Yves Giraud Cabantous (HWM Alta)
16º Louis Rosier (Ferrari 500) a 15 voltas


Comments: Enviar um comentário

<< Home

Powered by Blogger