<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d11538882\x26blogName\x3dLa+force+des+choses\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/\x26vt\x3d-290933400104219020', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
La force des choses
11.5.06
 
In illo tempore

Está tudo dito, tudo morre e tudo volta.

Reparo que uma força criadora, decerto instilada do Sol, palpita de modo tão intenso que o sentimento da velhice no homem se torna de uma tristeza funérea e confrangedora.
É pena que se não possa regular a vida como um relógio, andando com os ponteiros para diante e para trás segundo a nossa conveniência.

A Primavera, tantas vezes rebelde ao calendário, rejuvenesce tudo menos o homem.
As leis da ciclicidade física assim o mandam.
Para o ano, por esta altura, voltarão as aves a cantar.
Que chova, que faça um sol radioso, com o mundo vegetal pletórico de seiva ou mais aganado, à triste planta humana é que nada a afasta da sua carreira para a morte.


Será ela a obra-prima da Criação ou a pior de todas?

Aquilino Ribeiro, A Casa Grande de Romarigães, Bertrand 1957

Comments:
brilhante!
 
"A Primavera, tantas vezes rebelde ao calendário, rejuvenesce tudo menos o homem." Bem, julgo que não vou esquecer este óbvio que por momentos me deixou parada e pensativa.

Já agora, o que é feito da Tília que não diz nada?
 
não concordo. Está a ser homocentrico.´
As plantas e os pássaros têm o seu ciclo tal como nós, tendem a envelhecer e, inevitavelmente, morrem.
O que caracteriza a primavera na planta e no doce chilrear de um pássaro deve-se equiparar ao despontar de um sorriso na "triste planta humana".E se isto poderá ser considerado acertado, o que há de triste naquele primeiro sorriso do bébé que olha a mãe ou o pai? Triste, penso, é poder-se pensar que aos 90 anos esse sorriso não é possível...Porque é...!
A primavera rejuvenesce tudo, sempre, porém, no homem, dada a sua transcêndencia..., impõem-se simplesmente que, sem relógios de conveniência e lamentações, se aceite, a vida.
O carácter crítico deste post é no fundo uma esperança.
Alguma coisa me está a escapar. Sinto.
O ser humano, acho, é mais obra última que prima da Criação.
Tudo seria mais fácil se este comentário tivesse só 4 linhas.
Abraço! Hei-de cá voltar. Faça favor de responder-me que gastei mais de meia hora nisto.
Filipe
 
Sô Filipe
respondo-lhe com muito gosto :)
e pra dizer que concordo consio.
É visão homocentrica.
A planta humana tem um sorriso tão belo como o chilrear dos passaritos.
O Macaco Nú (vulgo Homo Sapiens) é uma obra prima da criação, mas aqui discordo, pois acredito que há bem mais, e tá longe de ser "A Obra" última; Há mais coisas no céu e na terra, Horácio, do que sonha a tua filosofia, diz Shakespeare em Hamlet.

Mas meu amigo, eu sou um mero papagaio, aos ombros de gigantes ( o que escrevo aqui);
quem escreveu isto foi o senhor Aquilino Gomes Ribeiro, à data com mais de 70 anos.
É um homem já crepuscular amargamente constatando a irrecuperabilidade da existencia.
Fá-lo comparando-se com a "formosa terra" onde as aves cantam os "segredos do Mundo" na síntese naturalista vagamente pagã que o caracterizou; mas já não é o jovem de "Terras do Demo"...

Precisamos sempre de paciencia e distanciamento, caro Filipe ;)
Muito obrigado pla visita a esta casa às suas ordens.
Abraço
 
Enviar um comentário

<< Home

Powered by Blogger