<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d11538882\x26blogName\x3dLa+force+des+choses\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://scriptoriumciberico.blogspot.com/\x26vt\x3d-290933400104219020', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
La force des choses
8.11.05
 
Do Bem e do Mal

É que penso que o que decide sobre o Bem e o Mal não é a comunicação das pessoas entre elas, mas apenas a maneira das pessoas se darem consigo próprias.

(Jakob Wassermann, "Der Fall Maurizius" 1985, citado por Arno Gruen)
Comments:
Mas ninguém se dá consigo sem se dar com os outros "primeiro"... Como distinguir claramente? Como é que alguém consegue estar em paz se a única vida que conheceu foi a das trincheiras? Pode-se escapar, pois pode, mas só se houver o tal segundo-revelação em que mudamos de direcção.... E temos de o reconhecer enquanto tal...
 
Sem estar em paz comigo mesmo não há paz.
A guerra pode estoirar em qualquer momento.
Há gradações nisto, mas penso assim.
Tudo começa e acaba em mim.
 
Enviar um comentário

<< Home

Powered by Blogger